3 anos de amor- Parabéns, meu filho!



Este post de hoje, é mais uma carta para o meu filho, do que matéria informativa ou qualquer outra coisa do gênero.
Há 3 anos ele chegou, e mudou tudo, e isso não é frase pronta, é a mais pura realidade. 

Quando descobri a minha gravidez foi um misto de sentimentos: muita alegria ( depois de 9 meses de tentativas) e muito, mas muito medo que algo pudesse dar errado (afinal, sou hipertensa e eu já sabia que a minha gravidez precisaria de muitos cuidados, por ser grupo de risco). 


E muitas angústias me acompanharam durante as 37 semanas de gestação. Eu praticamente não curti a minha gravidez, o medo era tão maior, tão mais forte, que me bloqueava em vários momentos. 

Como eu sou hipertensa e já era alguns anos antes de engravidar, houve toda uma preparação para este momento, e mesmo com todo apoio e todos os cuidados, eu entrei de repouso com 25 semanas. Tive que parar de dirigir, tive que ficar mais quietinha, o que para mim, não é nada fácil.. Com 32 semanas, entrei em repouso absoluto, e eu só levantava para ir ao banheiro, comer e tomar banho. 

Foram dias difíceis, mas o meu amor me fortalecia, e eu queria você nos meus braços, e pedia todos os dias, a todo momento para nada acontecer conosco. E graças à Deus, nada aconteceu. 

Por todo esse histórico, já sabíamos desde o princípio que meu parto seria cesária, e que haveria além do obstetra, a cardiologista na sala de parto (é direito da paciente cardiopata ter o seu médico de confiança - seu cardiologista, durante o parto). 

                                                 


E assim foi, no dia 18 de setembro de 2014, com tudo agendado, partimos para a maternidade. Um pouco depois das 16:00h, você chegou e eu pude te conhecer. 

Nosso primeiro contato foi muito rápido, por conta da hipertensão, eu estava muito descompensada clinicamente, e não pude nem te pegar no colo. Te vi, mas não pude te abraçar, te acarinhar. 

Nosso contato de verdade, aconteceu bem tarde, quase perto da meia noite, comigo mais estabilizada, trouxeram você até mim, e a partir daquele momento, tudo mudou. Tudo ganhou sentido, e eu me senti a mulher mais feliz do  mundo. Nós dois, juntos, havíamos vencido uma grande batalha.

Voltamos para casa e a cada dia, eu fui aprendendo a ser sua mãe, a cuidar de você, a te entender. 

Fomos nos ajeitando, nos conhecemos, e formando um laço incrível. Não vou dizer que foi fácil, porque não foi. Muitas vezes, achei que não daria conta, mas a cada gracinha sua, eu me fortalecia, e sabia que ter você pertinho de mim, era muito melhor. E que qualquer dor , privação, ou qualquer outra coisa, é tudo muito pequeno perto do amor que eu sinto por você.  

Amamentar não foi o maior dos problemas, mas as noites em claros, essas são difíceis, mas você foi crescendo e tudo foi ficando mais fácil.

Passaram-se alguns meses, você já sorria, sentava, brincava. E a cada dia eu me enchia mais de amor.

Aprendi que deveria respeitar o seu tempo, e cada ser é único. Como fisioterapeuta eu tinha na minha cabeça todas as etapas do desenvolvimento motor, e você me mostrou que as coisas não são como nos livros. 

Você fez 1 aninho e não andava ainda, e na sua festinha ainda ficou dodói. Foi tudo novo, e até aquele dia, você não tinha tido nada (nenhuma gripe -nada, nadica), e no dia do seu aniversário teve um febrão. Me deu o maior susto, mas no outro dia, estava ótimo e na piscina com o vovô.

                           


Mais um tempo se passou, você aprendeu a andar, a correr, foi viajar de avião para Portugal, e a cada dia eu vibrava mais com seu desenvolvimento. 

Quando você começou a falar,  foi tudo rápido demais! Você começou a falar mais que o "homem da cobra", é um tagarelinha de primeira. E quanto orgulho eu tenho disso. 

A cada dia , nós vamos te ensinando um pouquinho dessa vida, te mostrando como é esse mundão, e tentando te mostrar que vale a pena fazer a diferença. 

Você aprendeu a andar de bicicleta, passou de um bebê para um molequinho esperto. Todos que cruzam seu caminho se encantam com seu jeito doce. 

Chegou seus 2 aninhos! E como você aproveitou!!! Já estava na escolinha, teve festinha com os amiguinhos  de lá, e depois comemoramos com os amigos e a família, com o tema que você mais gostava: dinossauros. E como você aproveitou!!! 

                           

E nós a cada dia mais felizes por tê-lo conosco. Estamos cada dia mais maravilhados em ser seus pais. Agradecemos por tudo o que você nos ensina, e por tudo que estamos construindo juntos. 

E este ano que vivemos, foi super intenso, não é mesmo?

Você, a cada dia, se mostra mais convicto das suas opiniões, tem um coração enorme, e é uma criança muito alegre. Sim, hoje você já é uma criancinha, não é mais um bebê, mas para mim, sempre será meu bebê. 

Espero que neste novo ciclo, que hoje se inicia, você possa ser cada vez mais abençoado. Nós estaremos sempre ao teu lado para te aconselhar, te instruir, e ajudar nas suas decisões. 

Quero que você aprenda a ter valores e princípios que possam fazer a diferença neste mundo que vivemos. Que você possa crescer, e se tornar uma criança de bom coração, e um homem de bem!

                          


E hoje eu tenho a certeza, que sou uma pessoa muito melhor, pelo simples fato de você existir. 
São 3 anos de amor,de muito amor, e que se Deus nos permitir, se repetirá por muitos e muitos anos. 

Já estou muito emotiva, e com o coração batendo mais forte. Vamos aproveitar o seu dia, e que no futuro quando você ler isso, seu coração e sua memória ,possam ser cheia de coisas boas e de muito afeto. 

Te amo ontem , hoje e para sempre!

Parabéns por mais uma ano! Obrigada por você existir!

Com todo o meu amor, 

Sua mãe. 




Um comentário:

  1. Que depoimento lindo Tati, fiquei emocionada! Realmente somos capazes de superar muitas dificuldades para ter nossos filhos. Ele é lindo, parabéns! beijo

    ResponderExcluir

Postagens mais visitadas