O que eu aprendi com 2016 - Reflexões de uma mãe


2016 você já esta indo embora, e eu aprendi tanto com você. Esse ano, foi um ano de descobertas intensas no meu mundinho de mãe.

Iniciamos o ano de 2016 com um bebê ( de 1 ano e 3 meses ou 15meses) e estamos  encerrando com um menininho (de 2 anos e 3 meses ou 27meses). Quantas diferenças nesse intervalo de tempo, quanto aprendizado...

Conquistas de 2016

Esse foi o ano de mais conquistas no desenvolvimento motor do pequeno. Ele aprendeu a andar pertinho do Natal do ano passado , até então ele engatinhava e ficava de pé, mas andar que é bom (para desespero da mamãe aqui só rolou com 1 ano e 3 meses).

Esse ano também foi  o de aquisição da fala. Ele começou o ano com algumas poucas palavras , ainda muito monossilábicas ( ma ma, pá pá, tê tê)  e estamos fechando o ano com um papagaio tagarela. Ele já tem um vocabulário vasto, já consegue formar frases inteiras e se faz entender muito bem.

Outra grande conquista de 2016, se deu através da escola. Ele entrou em fevereiro na escola e ela é fundamental para ele estar com outras crianças, socializar, brincar, dividir, e aprender a respeitar o próximo (claro que ensinamos em casa, mas é na escola que ele faz o exercício diário).

Essas foram as maiores conquistas do pequeno nesse ano, e eu o que eu, enquanto mãe de 1º viagem, aprendi?

O que eu (como mãe) aprendi em 2016?


  • Eu aprendi que tenho que ser paciente.

Ele me mostra todos os dias que as coisas não são no meu tempo. Eu quase fiquei louca com a demora para ele andar. Imagina você: filho de fisioterapeuta, super estimulado só andou com 1 ano e 3 meses. Eu quase tive um treco,

  • Eu aprendi que filho doente dói mais na gente no que neles mesmo.

Nesse ano, depois que ele entrou na escolinha, e teve contato com outras crianças, mais frequente as gripes, resfriados e afins, apareceram por aqui. E isso dói, e como dói. Ver aquela criança, toda cheia de vida, amoadinha, sem querer comer, brincar. Dói mais em nós, do que neles.

  • Eu aprendi que ser mãe é ser presente

Eu aprendi que estar presente pode ser o melhor presente que eu posso dar para o meu filho.  Estar ao seu lado, segurar na sua mão, ajudá-lo nas horas mais difíceis, é muito mais recompensador do que qualquer passeio ou brinquedo que ele possa ganhar. Poder ganhar abraços, beijos , carinhos sem data especial é BOM demais.

  • Eu aprendi que ser mãe me faz uma pessoa muito melhor.

Eu aprendi que ser mãe me faz uma pessoa melhor. Me sinto revigorada, renovada , com muito mais energia e disposição para a vida. Me fez enxergar o quanto eu sou forte e posso ser muito mais ainda.  Me fez descobrir como é amar incondicionalmente.

Esses são só algumas reflexões para exemplificar o quanto 2016 foi bom para mim.  Que 2017 venha com muito mais!!!

 





Esse post faz parte de uma postagem coletiva, vem ler e conhecer outros blogs e pessoas que escrevem sobre o mundo materno:
Meu menino, minha vida:
http://maesapaixonadas.com/2016/12/16/maes-sao-seres-abencoados

Recem Mãe
http://www.recemmae.blog.br/2016/12/16/presentes-criativos-para-o-natal/

MãeLiteratura
http://www.maeliteratura.com/2016/12/livros-sobre-natal.html?m=1

Mamafante
http://mamafante.com.br/filmes-natalinos/

Maespecialista
http://maespecialista.com.br/medo-infantil/

Blogser.mae
http://www.blogsermae.com.br/2016/12/inspiracoes-natalinas.html

TripBaby
http://tripbaby.com.br/aprendi-com-2016-reflexoes

Com carinho,







7 comentários:

  1. Parabéns pelas conquistas do filho, sabemos que cada criança tem seu tempo mas queremos tanto que começe andar logo né, escola é muito bom mesmo para eles, estar com outras crianças pelo menos uma parte do dia é muito bom .. e realmente cada dia aprendemos algo novo com eles

    Bjs Mi Gobbato

    ResponderExcluir
  2. As conquistas do Isaque por aqui também foram imensas mas ele precisa conquista um pouquinho mais!
    A parte de ser mãe! Ah essa não tem jeito todo dia é uma conquista diferente né? Que nos enche de alegria e orgulho, tudo no seu tempo e tudo nos alegra demais!

    ResponderExcluir
  3. Que lindo seu post, Tati!
    Muito bacana sua reflexão.
    Ser mãe é um aprendizado constante, que bom, ne?
    Também aprendo muito, diariamente!
    Adorei!
    Bjks mil

    ResponderExcluir
  4. Amei seu post, ele me fez refletir sobre meu ano também, eu comecei o ano com uma adolescente e uma criança, estou terminando com uma filha adulta pré-vestibulanda de 18 anos e um pré-adolescente, não sei se estou preparada! bjokas
    Val
    www.mamafante.com.br

    ResponderExcluir
  5. Tati, cada dia um aprendizado né. Li seu post e me identifiquei do início ao fim. Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Tati, estamos sempre aprendendo, sempre em construção. Acho que nunca ficamos prontas completamente. Sempre temos o que melhorar. Parabéns pelasconquistas do baby e pelos seus aprendizados.
    Beijos
    Chris

    ResponderExcluir
  7. Que post lindo! Me fez lembrar de um que eu fiz no comecinho do ano, sobre a mãe que eu queria ser em 2016:
    http://somelhora.com.br/index.php/2015/12/29/mae-que-quero-ser-2016/

    Preciso agora escrever sobre o sucesso (ou não) desses desejos/metas. :)

    ResponderExcluir

Booking.com